Posts com a Tag ‘aquecimento global’

Eles vão sumir do mapa

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Pesquisadores da Universidade de Exeter, no Reino Unido, concluíram em estudo que uma em cada dez espécies de animais e vegetais poderá ser extinta até 2100 devido aos efeitos da mudança climática. Foram examinados efeitos recentes do aquecimento global nesses grupos, comparando ainda com as previsões futuras do fenômeno. Publicado na revista PNAS, o estudo utilizou a lista vermelha de espécies em risco elaborada pela organização ambiental IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais, na tradução do inglês), cruzando essas informações com cerca de 200 previsões de efeitos da mudança do clima citadas em estudos elaborados em todo mundo, assim como 130 relatos de alterações que já ocorreram.

Borrelho-ruivo pode desaparecer/divulgação

Com os dados, foi possível prever, por exemplo, que uma planta endêmica chama cañada, encontrada em Tenerife, nas Ilhas Canárias, tem entre 74% e 83% de probabilidade de desaparecer nos próximos  cem anos, como resultado das secas. Em Madagascar, uma elevação da temperatura em 2ºC poderá reduzir a quantidade de répteis e anfíbios que vivem nas cadeias de montanhas da ilha. Na Europa, a quantidade de aves encontradas nas florestas boreais sofrerá redução, como a população do Borrelho-ruivo, que tem chance de 97% de desaparecer até 2100. Fonte: Ambientebrasil

Gigliola Casagrande
gigi@informativo.com.br

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Apertem os cintos, por favor

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Aquela sensação de um leve friozinho no estômago a bordo de um avião, que pode chegar ao desespero diante da iminência de uma queda, pode ficar mais frequente, por culpa do aquecimento global. A questão foi levantada por especialistas das áreas de meteorologia, aviação civil e engenharia aeronáutica. “O aquecimento global dá origem a um número maior de fenômenos atmosféricos extremos, dentre eles os que são responsáveis pela turbulência aeronáutica”, diz Rubens Villela, meteorologista do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (IAG-USP). Ele cita sete ocorrências de repercussão mundial só em 2009, sem contar o acidente do voo 447, da Air France, que matou 228 pessoas.

Especialistas estudam relação entre o aquecimento global e o aumento das turbulências durante os voos (fotomontagem)

Desde que o homem começou a voar, as turbulências já se apresentavam como obstáculos. Elas ocorrem por causa das mudanças de velocidade e direção do ar. A movimentação é semelhante à agitação da superfície do mar, mas não se pode vê-la. O aquecimento global – que é o aumento da temperatura média do ar perto da superfície terrestre – atua como potencializador. Ele provoca um desequilíbrio maior entre a temperatura na superfície e nas camadas mais elevadas da atmosfera, estimulando a formação de cúmulos-nimbos, além de aumentar o contraste entre a temperatura dos polos e dos trópicos, intensificando as correntes de ar.

Apesar de ser um assunto recorrente entre pilotos e especialistas da área, ainda não existem estudos que comprovem esse fenômeno. Eles concordam, entretanto, que a medida mais urgente a ser adotada é manter os passageiros com os cintos atados durante todo o voo.  Fonte: Agência Estado

Gigliola Casagrande
gigi@informativo.com.br

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: -2 (from 2 votes)

Justiça Militar entra nessa

sexta-feira, 26 de março de 2010

A Justiça Militar do Rio Grande do Sul vai participar da Hora do Planeta, que ocorre amanhã. Nesse dia entre 20h30min e 21h30min, diversas residências, empresas, ONGs e órgãos públicos irão apagar suas luzes durante uma hora, para mostrar sua preocupação com o aquecimento global.

Dando continuidade ao seu Programa de Gestão Ambiental, a Justiça Militar do Estado aderiu ao movimento e, neste sábado, a sede do Tribunal e as quatro auditorias da Justiça Militar – em Porto Alegre, Passo Fundo e Santa Maria -, terão suas luzes apagadas. Fonte: Assessoria de Imprensa do TME

Gigliola Casagrande
gigi@informativo.com.br

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

A capital dos gaúchos entra nessa

sexta-feira, 26 de março de 2010

A noite de 27 de março está chegando e o Brasil se prepara para participar da Hora do Planeta 2010.  Até hoje, 72 cidades – entre as quais 19 capitais – em 20 Estados, estão engajadas no movimento global e irão mobilizar seus moradores, desligar as luzes de monumentos e organizar eventos. 

Entre 20h30min e 21h30min (hora de Brasília), o Brasil participa oficialmente da Hora do Planeta. Das moradias mais simples aos maiores monumentos, as luzes serão apagadas por uma hora, para mostrar aos líderes mundiais nossa preocupação com o aquecimento global.

Veja o que vai ficar às escuras em Porto Alegre
Largo dos Açorianos, Julio de Castilhos (Praça da Matriz), Monumento ao Expedicionário, Fonte Talavera, Viaduto Otávio Rocha, Estátua do Laçador, Estátua de Bento Gonçalves e Praça da Alfândega. Todos esses ícones ficarão sem iluminação no dia 27 de março às 20h30 para a Hora do Planeta.

Na capital do Rio Grande do Sul, a prefeitura participará de um evento oficial organizado pela rede de lojas Walmart Brasil, um dos patrocinadores da Hora do Planeta 2010, onde o interruptor simbólico das luzes da cidade será desligado.

E você? Entre nessa. Saiba mais no www.horadoplaneta.org.br

Gigliola Casagrande
gigi@informativo.com.br

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: +1 (from 1 vote)

A hora está chegando

terça-feira, 23 de março de 2010

Neste sábado, 27 de março, entre 20h30min e 21h30min (hora de Brasília), o Brasil participa da Hora do Planeta. Das moradias mais simples aos maiores monumentos, as luzes serão apagadas por uma hora, para mostrar aos líderes mundiais a preocupação com o aquecimento global. A Hora do Planeta começou em 2007, apenas em Sidney, na Austrália. No ano passado, quando o Brasil participou pela primeira vez, o movimento superou as expectativas. Centenas de milhões de pessoas em mais de quatro mil cidades de 88 países apagaram as luzes.

Existem diversas formas de participação. A primeira delas é se cadastrar (http://www.horadoplaneta.org.br/participe.php). O cadastro dos participantes é a principal maneira que se avaliar quantas pessoas apagaram as luzes. Os participantes brasileiros serão somados com os de outros países, formando uma grande corrente pelo futuro do planeta.

Passe adiante
O próximo passo é espalhar a mensagem da Hora do Planeta para o maior número possível de pessoas. Convide familiares, amigos, colegas e membros da sua comunidade para participarem também.

Se você utiliza as mídias sociais, como Orkut, Twitter, Youtube e Facebook, use essas ferramentas para falar com os seus amigos. Publique as notícias sobre a Hora do Planeta produzidas pelo WWF-Brasil. Dê o link para vídeos e fotos sobre o movimento postados na internet. Saiba o que acontece no mundo inteiro na Hora do Planeta. Acesse www.earthhour.org. Fonte: WWF-Brasil

Gigliola Casagrande
gigi@informativo.com.br

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 4.5/5 (2 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: +1 (from 1 vote)

Árvores para neutralizar emissões de CO2

quinta-feira, 4 de março de 2010

O 1º Ecomma/RS (Encontro dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente) terá emissões de carbono neutralizadas com o plantio de cinco mil árvores no município de Nova Petrópolis. Este é compromisso da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), que, disposta a amenizar o aquecimento global do planeta, o famoso efeito estufa, doou as mudas de árvores nativas e frutíferas. Elas serão plantadas na Praça das Flores, no Centro da cidade.

A Sema e a Famurs promovem o 1° Ecomma/RS nos dias 11, 12 e 13 de março, no Centro de Eventos de Nova Petrópolis, com expectativa de reunir mil pessoas. Cada cidadão produz, em média, 22 toneladas anuais de CO2, um dos seis gases responsáveis pelo efeito estufa. Com isso, é possível somar quanto uma pessoa lança desse gás no ar em função de suas atividades.

Outra iniciativa ecológica da Secretaria do Meio Ambiente para o evento é que as camisetas promocionais serão produzidas com resíduos de garrafas PET (polietileno tereftalato). Uma parte delas será fabricada com material 100% produzido a partir de garrafas e outra com a mistura do material com fibras de bambu. Para a confecção de uma camiseta são necessárias sete garrafas de 2 litros de refrigerantes.  Fonte: Sema/RS

Gigliola Casagrande
gigi@informativo.com.br

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 4.5/5 (2 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: +1 (from 1 vote)

51 milhões de toneladas de CO2 na Amazônia

quarta-feira, 3 de março de 2010

O desmatamento da floresta amazônica registrado entre agosto de 2009 e janeiro deste ano será responsável pela emissão de 51 milhões de toneladas de dióxido de carbono (CO2), segundo dados do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). No período, o desflorestamento foi de 836 quilômetros quadrados, de acordo com o Sistema de Alerta de Desmatamento da entidade. Foi a primeira vez que o Imazon incluiu a informação sobre emissões de CO2 em seu relatório sobre desmatamento, o Transparência Florestal.

Esse total de carbono supera, e muito, as emissões da indústria paulista no ano de 2006, por exemplo, que foi de 38 milhões de toneladas de CO2 – gás que provoca o aquecimento global. O dado também é 41% maior do que no período anterior (agosto de 2008 a janeiro de 2009), quando foram afetados 36 milhões de CO2.

A emissão ocorre por meio da queimada da madeira ou da decomposição natural das árvores cortadas. O aumento do desmatamento acompanhou em menor medida a elevação das emissões e foi de 22% ao se comparar um período com o outro. Fonte: Agência Estado

Gigliola Casagrande
gigi@informativo.com.br

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: -1 (from 1 vote)

Frio não desmente aquecimento global

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Cientistas afirmaram hoje que o avanço do aquecimento global permanece incólume, apesar das impressionantes imagens recentes da Europa e dos Estados Unidos paralisados pelo gelo. O frio intenso no Hemisfério Norte levou alguns a questionarem se o aquecimento global teria parado. Entender a tendência climática geral é crucial para as estimativas sobre consumo energético e produção agrícola, por exemplo. “O mundo não está se aquecendo por igual em todo lugar, mas é realmente bastante desafiador encontrar lugares que não se aqueceram nos últimos 50 anos”, disse o veterano climatologista australiano Neville Nichols.

“Janeiro e novembro, segundo os satélites, foram os janeiro e novembro mais quentes que já vimos”, disse Nicholls. A Organização Meteorológica Mundial disse em dezembro que o período de 2000-09 foi a década mais quente desde o início dos registros, em 1850, e que 2009 deve ser o quinto ano mais quente da história. Oito dos dez anos mais quentes ocorreram desde 2000. O Departamento de Meteorologia do governo britânico disse que invernos rigorosos como o deste ano, um dos mais frios nas últimas três décadas, podem se tornar cada vez mais raros por causa da mudança climática global. Fonte: Agência Estado

Gigliola Casagrande
gigi@informativo.com.br

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Copenhague sem efeito

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

A ONU garantiu hoje que os compromissos de redução de emissões adotados por 60 países após a Conferência de Mudança Climática de Copenhague “não são suficientes” para garantir que o limite de segurança de dois graus centígrados de alta das temperaturas não seja ultrapassado.

A denúncia se baseia em um relatório elaborado pelo Programa Meio Ambiental da ONU (PNUMA), que foi publicado durante a conferência ministerial de acompanhamento do acordo sobre o aquecimento global, realizado na Indonésia.

“O acordo de Copenhague é um passo significativo na direção adequada, mas que ninguém dê por satisfeito, pois esse movimento não é suficiente”, assegurou Achim Steiner, diretor-executivo do PNUMA. Steiner acrescentou que “o mundo não tem nenhuma razão para descansar e pensar que o trabalho inicial (para reduzir o aquecimento global) já está feito”.

No entanto, o chefe do PNUMA se mostrou moderadamente otimista e disse que “ainda há oportunidades para melhorar” a resposta da comunidade internacional, destacando que os países podem limitar ainda mais suas emissões, difundir novas tecnologias “verdes” e a luta contra o desmatamento. Fonte: Agência Estado

Gigliola Casagrande
gigi@informativo.com.br

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Vamos apagar a luz

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Às 20h30min do dia 27 de março, milhões de pessoas em todos os continentes vão desligar as luzes durante 60 minutos – a Hora do Planeta – uma mobilização mundial contra o aquecimento global.  Mei Lan, a ursa panda que voltou recentemente para a China após uma missão diplomática em Atlanta (EUA), foi designada embaixadora mundial da Hora do Planeta. No Ano Internacional da Biodiversidade, o panda também simboliza a importância de protegermos ecossistemas e espécies.  A cidade de Chengdu lidera o movimento, que caracteriza-se pelo chamamento mundial à ação para a adoção de uma resolução do clima.

Pelo segundo ano consecutivo, o WWF-Brasil promove a Hora do Planeta no país. Em 2009, brasileiros apagaram as suas luzes mostrando preocupação com o aquecimento global. No total participaram 113 cidades brasileiras, incluindo 13 capitais. Ícones como o Cristo Redentor, a Ponte Estaiada, o Congresso Nacional e o Teatro Amazonas ficaram no escuro por 60 minutos.

A mobilização para a Hora do Planeta 2010 já começou. O site http://www.horadoplaneta.org.br/ será a plataforma onde cidadãos, empresas e organizações brasileiras poderão deixar seu comentário e obter mais informações sobre o movimento. Os fãs da panda Mei Lan podem acompanhar seu papel de embaixadora nos sites www.twitter.com/earthourhttp://www.earthhour.org/Fonte: Agência Estado

Gigliola Casagrande
gigi@informativo.com.br

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 5.0/5 (2 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)