Países lançam campanha para criação de Santuário de Baleias

22 de agosto de 2016
Brasil, África do Sul, Argentina, Gabão e Uruguai lançaram, no dia 18 de agosto, no Rio de Janeiro, uma campanha pela criação do Santuário de Baleias do Atlântico Sul. A proposta quer sensibilizar a comunidade internacional para aprovar uma área de conservação dos animais que habitam o oceano Atlântico.
O engajamento da sociedade ocorrerá por meio das redes sociais, com a hashtag #SantuarioEuApoio e de um grande abaixo-assinado. O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, destacou que a campanha tem a intenção de captar votos de países ainda indecisos em relação à criação do Santuário, que será decidida pela comunidade internacional em outubro.
VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Julho mais quente desde 1880

17 de agosto de 2016
A análise mensal das temperaturas globais, feita por cientistas da Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos, mostrou que julho de 2016 foi o mês mais quente desde 1880, quando os regitros começaram a ser feitos. Este ano pode ser o mais quente da história. O levamentamento é realizado a partir de dados adquiridos por cerca de 6,3 mil estações meteorológicas em todo o mundo, instrumentos navais e boias de medição da temperatura da superfície do mar e estações de pesquisa da Antártida.
Em Portugal, julho deste ano já havia sido registrado como o segundo mês mais quente desde 1931, segundo dados do Boletim Climatológico do Instituto Português do Mar e da Atmosfera. O valor médio da temperatura máxima do ar no mês passado foi de 32,19 C°. Ainda em julho, as temperaturas máximas e mínimas estiveram muito superiores ao normal. De acordo com o instituto português, os valores médios da temperatura do ar só foram maiores em 1989, ficando em 24,33 C° (em julho de 1989 foi de 24,63 C°), mais de dois graus acima do valor médio do período entre 1971 e 2000.
VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Espécies esperam identificação na Amazônia

15 de agosto de 2016
Um artigo publicado no periódico Scientific Reports recentemente aponta que seriam necessários 300 anos para catalogar as espécies de árvores da Amazônia. Segundo o levantamento, ainda existem quatro mil espécies desconhecidas à espera de identificação.
O estudo é realizado pelo Naturalis Biodiversity Centerm, da Holanda, e já identificou 11.187 espécies nos nove países abrangidos pelo bioma entre 1707 e 2015. O número é resultado do esforço de pesquisadores de museus que contêm coleções em todo o mundo. As espécies pertencem a 140 famílias e 1.225 gêneros.
VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Dia Mundial do Elefante

12 de agosto de 2016

Você sabia que 12 de agosto é o Dia Mundial do Elefante? O World Elephant Day foi criado para proteger todas as espécies de elefantes e obter apoio para a conservação destes que são os maiores mamíferos terrestres do planeta. A característica mais marcante é sua tromba, utilizada para ações que exigem tanto força, como levantar galhos de árvores, como delicadeza, como pegar uma única folha de grama do chão. Também é quase um canudinho – o animal suga enorme quantidade de água com a tromba e a leva até a boca  para matar a sede. Chega a pesar até sete toneladas.
A caçada ao marfim, retirado de suas presas,  ameaça o elefante africano. O número de animais caiu 62% nos últimos dez anos, e eles podem ser praticamente extintos até o final da próxima década. Estima-se que cem são mortos a cada dia por caçadores em busca de marfim, carne e partes do corpo, deixando apenas 400 mil restantes.
Na mídia e entre celebridades, a hashtag #SaveTheElephants tornou-se um grito de guerra, engajando na causa figuras públicas como Leonardo DiCaprio e Lupita Nyong’o.

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Maior coruja das Américas será atração no Gramadozoo

9 de agosto de 2016
Uma coruja-orelhuda, espécie conhecida como a maior coruja das Américas, será a nova atração para os visitantes do Gramadozoo, zoológico de Gramado. A ave chegou ao zoo no final de maio, após ser resgatada por uma clínica de Porto Alegre, com lesão em uma das asas.
O veterinário Renan Alves Stadler, responsável pelo parque, acredita que o ferimento tenha sido causado por uma paulada. “Por causa da gravidade da lesão, a asa precisou ser amputada, o que impede o animal de retornar para a natureza”, explica Stadler.
A coruja foi encontrada com outro animal da mesma espécie, que não resistiu aos ferimentos. Agora o zoológico pretende utilizar o animal para conscientizar o público. “Queremos que sirva de exemplo para que outros animais não sofram a mesma violência”, afirma o veterinário.
VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Ibama monitora tráfico de animais e plantas na Rio 2016

9 de agosto de 2016
O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) está monitorando os embarques e desembarques de voos internacionais durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Com o aumento na fiscalização nos principais aeroportos, o órgão quer evitar a entrada e saída de plantas, animais exóticos ou substâncias que ameacem o meio ambiente.
No alvo principal do Ibama estão o tráfico de animais silvestres, o transporte de exemplares da flora brasileira, a exportação de componentes do patrimônio genético e a circulação de substâncias químicas controladas pelo Instituto, além do porte de artefatos que usam fragmentos de animais nativos protegidos, como cocares indígenas, quadros de borboletas e adornos com penas, ossos e dentes.
A operação prosseguirá até o fim dos Jogos Paralímpicos, em setembro.
VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Incentivo para energia limpa no RS

5 de agosto de 2016
Pessoas jurídicas terão acesso a linhas de crédito do BRDE e Badesul para instalação de empreendimentos geradores de energia limpa no Rio Grande do Sul. O governo do Estado incentivará o uso das fontes eólica, solar, hidráulica, de biomassa, geotérmica e das marés (maremotriz). Este é o foco do programa RS Energias Renováveis, lançado no dia 3 de agosto.
O BRDE disponibiliza R$ 496 milhões para linhas de crédito de empreendimentos de geração e distribuição de energias renováveis em 2016. Deste total, R$ 179,2 milhões já foram contratados. Já o Badesul oferece linhas de crédito até R$ 100 milhões.
O secretário de Minas e Energia (SME), Lucas Redecker, afirmou que o Rio Grande do Sul é um dos estados que mais estimula a geração de energias renováveis. “Nos últimos dois meses, o número de projetos de energia solar cresceu 50%”, afirmou.
VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Banho para protestar contra o consumo de carne

5 de agosto de 2016
A produção de um bife demanda quantidade de água equivalente a 50 banhos de banheira. E para chamar a atenção sobre esse desperdício, duas mulheres protestaram tomando banho de banheira na última quinta, dia 4 de agosto, no Largo da Carioca, no RJ. As militantes da ONG People for the Ethical Treatment of Animal (Peta) ficaram cerca de uma hora na banheira segurando placas em defesa do veganismo, dieta que exclui o consumo de qualquer produto de origem animal.
Vegana há 20 anos, Ashley Byrne, contou que o banho é uma performance que tem dado bons resultados em outros países e a Olimpíada Rio 2016 é o evento ideal para conscientizar um público ainda maior. “Um banho como este faz as pessoas pararem e procurarem mais informação sobre as vantagens de ser vegano e de seus benefícios para o meio-ambiente”.
Ashley ressaltou que uma pessoa que adota o veganismo economiza até 829 mil litros de água por ano. Uma tonelada de vegetais exigem o consumo de 322 mil litros de água. Para produzir 1kg de carne – garante a peta – são necessários 15 milhões de litros de água e para um litro de leite, 683 litros de água.
VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

I Encontro de Educadores Ambientais

29 de julho de 2016
A Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul sedia o I Encontro de Educadores Ambientais de Zoológicos e Aquários do Brasil, entre 18 a 20 de agosto, em Porto Alegre. O evento é uma ação conjunta da FZB e da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil.
Entre os palestrantes, vão estar os doutores Jaime Martinez – que trabalha com ecologia, conservação, manejo da vida silvestre e é pesquisador do Projeto Charão – e Isabel Cristina de Moura Carvalho, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da PUCRS. A inscrição é gratuita e as vagas, limitadas. Informações pelo (51) 3452-1576.
Projeto Charão
O Projeto Charão é mantido pela Universidade de Passo Fundo. As ações de extensão e na conservação da natureza têm base no conhecimento gerado pelas atividades de pesquisa ao longo de 23 anos de atuação no ecossistema Floresta com Araucárias, com ênfase em suas espécies representativas, no papagaio-charão e no papagaio-de-peito-roxo. As iniciativas na área pedagógica, capacitando professores, e na área ambiental, nas propriedades rurais, vinculadas ao trabalho com agricultores, têm foco na conservação das florestas com araucárias.
VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Químico alemão defende que a “sustentabilidade é um conceito ultrapassado”

28 de julho de 2016
O químico alemão Michael Braungart, professor da Universidade Técnica de Munique, acha perda de tempo pensar sobre o lixo que produzimos. Mais inteligente, defende, é não produzir. Braungart e o colega William McDonough ficaram famosos na década de 1980 ao criticar a maneira como as sociedades fabricam, consomem e descartam bens.
Para eles, os objetos que criamos por meio do processo industrial precisam ser planejados de modo a não gerar resíduos. Uma vez descartados, seus elementos devem retornar à cadeia produtiva, ou se degradar naturalmente sem liberar substancias tóxicas. Essa forma de pensar lançou as bases da economia circular. Nela, os resíduos gerados por uma indústria são transformados em matéria-prima para outras.
As ideias de Braungart conquistaram o apreço de nomes como o cineasta Steven Spilberg. O químico se tornou um pensador capaz de criticar premissas do ambientalismo: “Sustentabilidade é um conceito ultrapassado”, diz. Segundo ele, falta ambição à ideia de reduzir o impacto. Em lugar de poluir menos e poupar recursos naturais – ideias centrais do conceito de sustentabilidade –, os artigos que produzimos deveriam fazer bem ao meio ambiente. “Investimos muito dinheiro, ao longo dos anos, tentando ser menos danosos para o meio ambiente. Agora, precisamos investir dinheiro em ser realmente bons”, afirma.
VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)