Arquivo da Categoria ‘Notícias 2011’

Dia Mundial do Meio Ambiente

quinta-feira, 5 de junho de 2014

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: +1 (from 1 vote)

Lançamento Projeto Meio Ambiente na Escola edição 2014

terça-feira, 25 de março de 2014

Ocorreu na manhã desta terça-feira, 25, o lançamento da edição 2014 do Projeto Meio Ambiente na Escola. Na abertura, o aluno Jackson Nander de Almeida Zanuni, que é deficiente visual, cantou músicas focadas no tema. Estudante da Escola Estadual Jacob Arnt, de Bom Retiro do Sul, ele e os colegas presentes representaram os mais de 14 mil alunos envolvidos no projeto desenvolvido pelo Informativo do Vale desde 1999. Zanuni foi acompanhado pelo cantor e compositor Carlos Joel da Silva, de Estrela.

Encartado mensalmente durante o período escolar, o caderno Meio Ambiente na Escola traz 16 páginas com a proposta de mostrar os impactos ambientais e de incentivar ações de sustentabilidade. Com apoio da 3ª Coordenadoria Regional de Educação (3ª CRE), de 50 e 250 exemplares são doados para cada escola, visando a utilização do material em sala de aula.

O evento teve a presença do prefeito de Lajeado, Luis Fernando Schmidt; prefeito de Arroio do Meio e presidente da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), Sidnei Eckert; da titular da 3ª CRE, Marisa Bastos; e representantes de escolas e secretarias municipais de Educação e do Meio Ambiente da região.

O projeto Meio Ambiente na Escola tem o patrocínio da Corsan; Governo de Lajeado; AES Sul; Charrua; Univates; Sicredi; Olicenter; Dália Alimentos; Prefeitura de Estrela.

Óleo na copa

Diretora de Mercado da Rede Vale de Comunicação e coordenadora do projeto, Miriam Volkmer Destefani apresentou a promoção Óleo na Copa, ação desenvolvida em 2014. Cada litro recolhido pelos alunos será armazenado em garrafas pet, que serão depositadas em tonéis. Escolas poderão vender o conteúdo, gerando renda.

A competição envolve três categorias: escolas, alunos e professores. Vence a escola que tiver o maior número de gols coletivos – a soma litros de óleo vendidos. Na categoria Aluno, o que vale são os gols individuais (litros por aluno). Entre os professores, vence o que tiver o maior número de alunos indicados por mestre e participando da competição.

A entrega dos prêmios da ação ocorre em evento de encerramento, em dezembro, com apresentação de teatro e show de música de conscientização ambiental. A escola vencedora receberá um notebook 15 com impressora. A segunda receberá um notebook 13, enquanto o terceiro ganha um notebook Celeron.

Para alunos, o primeiro colocado ganha R$ 1, 5 mil. O segundo R$ 1 mil e o terceiro R$ 500. Cada escola classificada receberá uma bola oficial de futebol, enquanto os alunos classificados receberão uma camiseta oficial da Seleção Brasileira. Professores recebem uma câmera fotográfica digital.

Crédito da notícia: Leonardo Heisler

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Nossa Capa de Março

terça-feira, 25 de março de 2014

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

O mundo está morrendo – por Bruna Fontana*

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Humanos, a espécie mais inteligente e a mais destruidora do mundo. Esse mundo que vivemos não nos pertence, fomos convidados a esse mundo, com a missão de ajudar a melhorar, e conviver com os animais, mas o que estamos fazendo é acabando com eles, matando-os.

Nós os matamos com a desculpa de que eles nos ameaçam, mas a única coisa que eles fazem é se proteger. Eles são indefessos, eles fariam muito mais pelo seu planeta se pudessem. O mundo está morrendo e nós vamos morrer também. Os causadores disso tudo somos nós.

Todos nós temos direito de falar, construir, criar, de melhorar o mundo, mas o que realmente fizemos é ficarmos calados e ver o mundo morrer, mas e a nossa vida, sem valorização nenhuma, estamos nos matando.
Vamos ajudar o mundo a ser melhor, vamos prolongar a vida do mundo, vamos viver mais e melhor, sem desprezar as pessoas e principalmente os animais.
Façamos mais do que apenas existir nesse mundo que tem tão pouco tempo de vida.

*Bruna é aluna do Colégio Monsenhor Scalabrini, de Encantado (RS). A redação foi elaborada na aula de Química através do vídeo TERRA ÉS TU!, no dia mundial do meio ambiente, em 5 de maio, sob a orientação do professor Luis Sangalli.

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 4.3/5 (4 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: +1 (from 1 vote)

Alunos do Colégio São Miguel participam do bate-papo sobre descarte de medicamentos

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Professora do curso de farmácia da Univates, Carla Kauffmann, acompanhada da equipe da Farmácia-Escola de Lajeado conduzem o bate-papo sobre descarte correto de medicamentos. O Meio Ambiente na Escola está hoje, 3, no Colégio Bom Jesus São Miguel, em Arroio do Meio, para abordar o tema do caderno na edição de maio. O bate-papo começou às 8h30min com a participação dos estudantes.

Antes de abordar as consequências do descarte incorreto de medicamentos ao meio ambiente, Carla falou sobre a maneira mais adequada de guardar os remédios em casa. Interagindo com alunos, foram passadas dicas como o melhor lugar para armazenar a “farmácia caseira”.

Bate-papo ambiental no Colégio Bom Jesus São Miguel

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 5.0/5 (1 vote cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: +1 (from 1 vote)

Meio Ambiente na Escola será lançado durante evento da 3ª CRE

quinta-feira, 21 de março de 2013

A primeira edição de 2013 do Projeto Meio Ambiente na Escola será lançado na próxima sexta-feira, data em que se comemora do Dia Mundial da Água. A cerimônia de lançamento do caderno ocorre durante o Encontro de Formação sobre Prevenção e Promoção da Vida – Plantas Medicinais, promovido pela 3ª Coordenadoria Regional de Educação. O evento ocorre no dia 22, às 8h30min, no auditório do Instituto Estadual de Educação Estrela da Manhã, em Estrela.
A coordenadora do Projeto, Miriam Volkmer Destefani, revela que a proposta de unir o lançamento do Meio Ambiente na Escola ao encontro de formação dos professores surgiu de um convide da própria CRE. “Prontamente aceitamos o convite, inclusive, porque neste dia terá a presença de cerca de 200 professores da rede estadual que atuam nas áreas da Biologia, uma das disciplinas que mais utilizam o caderno em sala de aula”, argumenta. Miriam complementa dizendo que desde que o início, o planejamento era de lançar o Meio Ambiente no Dia Mundial da Água. “Este convite ao encontro do que já estávamos pensando em fazer o evento no dia 22 de março.” No dia do evento, será apresentado o projeto com o novo layout e o concurso cultural deste ano que irá incentivar o desenvolvimento de reportagem sobre temas ambientais. Na edição de 2013, o Meio Ambiente na Escola tem como parceiros a Prefeitura de Lajeado, Corsan, AES Sul, Univates, Certel, Charrua, Faros, Prefeitura de Estrela e Dália Alimentos.

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Concurso de 2013 vai escolher as três melhores reportagens

quarta-feira, 13 de março de 2013

O Meio Ambiente na Escola quer levar o Jornalismo para a sala de aula. No concurso deste ano, os alunos poderão desenvolver o dom da escrita por meio de reportagens. A temática é o meio ambiente em que vivemos, com foco em segmentos ambientais como energia, reflorestamento, lixo e reciclagem, água e saneamento, uso dos solos, fauna, novas tecnologias sustentáveis, ações comunitárias e outras curiosidades presentes nas comunidades escolares de cada município em que a escola está inserida. As inscrições iniciam no dia 5 de junho.
Cada escola de Ensino Médio pode inscrever até três reportagens inéditas. O segmento da reportagem deve ser informado no ato da inscrição. Mais de um autor pode fazer a notícia, possibilitando a participação de grupos. Serão avaliados: a coerência com o tema e o segmento, a criatividade, a correção gramatical, o texto, fotos e charges com base em critérios jornalísticos. A comissão julgadora será formada por, no mínimo, cinco pessoas ligadas à cultura, ao jornalismo e ao Meio Ambiente.
Além disso, o jornal vai apresentar o manual de redação com técnicas de jornalismo para servir de base aos alunos na hora da elaboração da matéria. Em seguida, o jornal promove, em parceria com o Curso de Comunicação Social da Univates, uma ou mais oficinas com representantes de todas as escolas para passar as técnicas de jornalismo, momento em que serão trabalhados, além do texto, os elementos charge e fotografia. Os profissionais da redação do diário também ficarão disponíveis para esclarecimento de dúvidas por meio das redes sociais e e-mail.

O Meio Ambiente na Escola quer levar o Jornalismo para a sala de aula. No concurso deste ano, os alunos poderão desenvolver o dom da escrita por meio de reportagens. A temática é o meio ambiente em que vivemos, com foco em segmentos ambientais como energia, reflorestamento, lixo e reciclagem, água e saneamento, uso dos solos, fauna, novas tecnologias sustentáveis, ações comunitárias e outras curiosidades presentes nas comunidades escolares de cada município em que a escola está inserida. As inscrições iniciam no dia 5 de junho.

Cada escola de Ensino Médio pode inscrever até três reportagens inéditas. O segmento da reportagem deve ser informado no ato da inscrição. Mais de um autor pode fazer a notícia, possibilitando a participação de grupos. Serão avaliados: a coerência com o tema e o segmento, a criatividade, a correção gramatical, o texto, fotos e charges com base em critérios jornalísticos. A comissão julgadora será formada por, no mínimo, cinco pessoas ligadas à cultura, ao jornalismo e ao Meio Ambiente.
Além disso, o jornal vai apresentar o manual de redação com técnicas de jornalismo para servir de base aos alunos na hora da elaboração da matéria. Em seguida, o jornal promove, em parceria com o Curso de Comunicação Social da Univates, uma ou mais oficinas com representantes de todas as escolas para passar as técnicas de jornalismo, momento em que serão trabalhados, além do texto, os elementos charge e fotografia. Os profissionais da redação do diário também ficarão disponíveis para esclarecimento de dúvidas por meio das redes sociais e e-mail.

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Meio Ambiente na Escola recebe o maior prêmio ambiental da região Sul

quarta-feira, 13 de março de 2013

Concorrendo com 193 projetos, o Meio Ambiente na Escola conquistou o Prêmio Expressão de Ecologia, reconhecido como a maior premiação ambiental da região Sul do Brasil pelo Ministério do Meio Ambiente. Vencedor na categoria Educação Ambiental (mídia impressa), o suplemento receberá o Troféu Onda Verde, durante o Fórum de Gestão Sustentável 2013. O evento será realizado em agosto, na sede da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), em Florianópolis.

A coordenadora do Meio Ambiente na Escola, Miriam Volkmer Destefani, salienta que a conquista deste reconhecimento eleva o nome da Rede Vale de Comunicação (RVC) e do Vale do Taquari além de suas fronteiras. “Um projeto desta envergadura não é só uma conquista do O Informativo, porque ele só acontece em função da parceria com a 3ª Coordenadoria Regional da Educação, patrocinadores e mais de 50 escolas de Ensino Médio, responsáveis por popularizar o projeto nas suas comunidades”, salienta. O Meio Ambiente na Escola divide o prêmio com instituições como a Universidade Federal de Pelotas, Feevale, prefeituras de Porto Alegre e Caxias do Sul e Ministério Público de Santa Catarina.

Segundo a Editora Expressão, durante o evento de premiação também será lançado o Guia de Sustentabilidade 2013 da editora, publicação que destacará o projeto da RVC entre os vencedores da 20º edição do prêmio. Criado na sequência da Conferência da ONU para o Meio Ambiente, a Rio 92, o Prêmio Expressão registra a trajetória da consciência ambiental empresarial da região Sul do Brasil e é o maior mapa da evolução das empresas em direção à sustentabilidade nesse período. Nessas duas décadas a premiação contabiliza 1.996 cases ambientais inscritos. Em 2011, o Meio Ambiente na Escola conquistou o 1º lugar na categoria Excelência em Gestão, pela ADI/Fecomércio RS.

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)

Poesias vencedoras do concurso promovido pelo Meio Ambiente na Escola

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Minha grande donzela

Quando era pequenino
Tinha uma grande amiga
Que ia visitá-la todos os dias.
Costumava contar-lhe meus segredos,
E ela me escutava,
Sem nem reclamar.
Continua no mesmo lugar,
Acabei indo morar em outra cidade,
Estava morrendo de saudade,
Não tinha como visitá-la
Achei que iria esquecê-la.
Mas o tempo passou,
E aqui estou,
Morrendo de solidão
Por não mais estar com ela.
Sonhei com a donzela,
Era como eu a chamava,
Não soube decifrar o sonho,
Pedi ajuda a um amigo,
Que me disse para procurá-la.
Chegando lá a encontrei
Nela dei um forte abraço
E ela chorando me abraçou.
Quando descobri que iriam cortá-la
Não deixei aquela era donzela minha
Por quem morreria
Minha pequena, Araucária
Minha grande companhia.

Cidade: Teutônia
Escola Estadual de Ensino Médio Gomes Freire de Andrade
Aluno: Crislaini Rodrigues – 2º ano

Por um fio

Dias de chuva, de sol, de frio, de calor,
Momentos bons, ruins, com ódio, com amor,
Tempo quase já não nos resta mais
Cada dia um desastre descobrimos nos jornais.

Viver será uma grande guerra de sobrevivência
Devemos mudar essa situação tendo mais consciência
Com a simples atitude de um fechamento
Da água da torneira sem nenhum esquecimento.

Também aquele papel do doce que você comeu
Se for por preguiça, guarde no bolso que é seu,
Pois ao jogá-lo no chão causará entupimento
Dos bueiros da cidade, resultando em alagamento.

Na nossa cidade o rio está escasso
Isso é produto de nosso fracasso,
Acho que sempre será o momento
De acabar com todo esse tormento.

Sei que já estou me conscientizando
Só gostaria que alguém, além de mim, estivesse tentando,
Proteger a nossa maior preciosidade
Para o bem de toda humanidade.

Tenho medo das desgraças que estão ocorrendo no mundo
Terremotos, tsunamis, enchentes em questão de um segundo,
Então estou aqui pedindo por um auxílio amigável
Antes que seja tarde demais para uma vida sustentável.

Nem todo mundo vê essa tristeza
Esse problema que está acabando com a natureza
Espero que as pessoas comecem a mudar seus planos
Pois quero viver muito mais que só dezesseis anos.

Cidade: Muçum
Escola Estadual de Ensino Médio General Souza Doca
Aluno: Ana Paula de Borba Morás – 2º ano

Espírito Menina

Sentada no gramado cinza
A menina, sozinha, chora.
Geme pela borboleta azul
Pelo verde e amarelo, de outrora.

Sentada no gramado cinza,
A menina recorda das destruições
Lamenta por que tentou impedir
Mas era ela, contra sete bilhões.

Sete bilhões de almas
Pesadas, sedentas de progresso.
Insanas, egoístas e cegas
Em matar, tiveram sucesso.

A menina já não existe
É apenas um espírito perdido
Um espírito, no passado, lindo
Morto por infinitos bandidos

Mãe natureza se chama a menina
Corajosa e aguerrida
Enfrentou o monstro por Eras
Não resistiu, por fim foi vencida.

Sentada ao gramado verde
A menina, hoje, observa,
Acompanha o bicho homem
Pra revidar na hora certa

Por favor, atenção de todos
Evitem a Carnificina,
Tomem cuidado com ela
Protejam o Espírito Menina.

Cidade: Teutônia
Escola Estadual de Ensino Médio Reynaldo Affonso Augustin
Aluno: Ezequiel Camargo dos Santos – 2º ano

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 5.0/5 (1 vote cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: +1 (from 1 vote)

Perigos dos agrotóxicos é tema de aula

terça-feira, 4 de setembro de 2012

O conteúdo sobre o sistema digestório, aplicado na sétima série da escola Guararapes pela professora Silvana Hanke, em Arroio do Meio, ganhou um complemento com a edição do Meio Ambiente na Escola de agosto. O caderno é dirigido ao ensino médio, mas dada a importância do assunto, a professora decidiu aliá-lo ao tema de aula. “Os alunos leram e debateram as reportagens da edição do Meio Ambiente sobre o uso dos agrotóxicos e os alimentos orgânicos.

Eles foram divididos em grupos em que organizaram um painel com as reportagens lidas retirando as ideias centrais, outro grupo fez um cartaz com a listagem dos aditivos alimentares encontrados nos rótulos dos alimentos que foram colados, outro grupo construiu um cartaz com os aditivos encontrados no cigarro”, explica a professora. A atividade serviu de base para o encontro promovido no colégio no último dia 22, quando o engenheiro agrônomo da Emater, Nilo Cortez, e o técnico agrícola Elias De Marco, realizaram a palestra sobre os malefícios do agrotóxico.

As turmas do segundo e terceiro anos do ensino médio e da sétima série do ensino fundamental participaram da palestra com os representantes da Emater. Os profissionais trouxeram Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e amostras de agrotóxicos. Com base nestes materiais, Cortez e De Marco explicaram aos alunos as formas como ocorrem as contaminações por agrotóxicos. Também foram apresentadas alternativas praguicidas produzidas a partir de ingredientes naturais.

VN:F [1.9.1_1087]
Avalie este post:
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.1_1087]
Rating: 0 (from 0 votes)